February 11, 2019

January 3, 2019

Please reload

Posts Recentes

I'm busy working on my blog posts. Watch this space!

Please reload

Posts Em Destaque

A dor da osteoartrose

November 20, 2017

 

Conhecida como sendo a artropatia mais comum no mundo, a osteoartrose ou simplesmente “artrose”, é uma doença degenerativa das articulações sinoviais, com uma prevalência que pode passar de 50% na população idosa.

 

O principal fator de risco para osteoartrose primária (maioria dos casos) é a idade, outros fatores são o sexo feminino, história familiar e obesidade. Ela também pode ser secundária a traumas, distúrbios metabólicos, defeitos congênitos, etc.

 

O processo se inicia com a quebra dos mecanismos de proteção (cartilagem articular, líquido sinovial, ligamentos e cápsula articular, músculos e tendões), deixando a articulação vulnerável, seja pelo seu uso excessivo e/ou pelo excesso de carga, com isso ocorre à degeneração da cartilagem articular com exposição do osso subcondral, que ao ser traumatizado, estimula os osteoblastos (células que produzem matriz óssea) a formar osteófitos reduzindo o espaço articular, além disso, fragmentos ósseos e cartilaginosos podem se desprender da articulação degenerada e causar sinovite, semelhante a que ocorre na artrite reumatoide.

 

As articulações mais acometidas são as da coluna (zigoapofizárias), quadril, joelhos e dos dedos das mãos (interfalangianas distais) e o quadro clínico é marcado por dor articular que piora com o uso da mesma e melhora com repouso, rigidez matinal que dura menos de 30 minutos, redução da amplitude de movimentos, fraqueza da musculatura que envolve a articulação, nódulos nas mãos, aumento do volume e crepitação nos joelhos, dor nas nádegas ao caminhar (quadril), dor na extensão da coluna, entre outros.

 

O quadro clínico não guarda boa relação com os achados radiológicos da osteoartrose, a maioria dos pacientes podem ter apenas alterações em exames de imagem sem apresentar quaisquer sintomas clínicos.

 

Um dos seus principais diagnósticos diferenciais é a artrite reumatóide, porém na osteoartrose, a análise do líquido sinovial não tem caráter inflamatório e também marcadores específicos de inflamação são negativos.

 

Apesar de a osteoartrose ser considerada em geral uma causa de dor mantida apenas por estímulos periféricos (no local da lesão), revisões bibliográficas apontam também para a importância da sensibilização central em seu contexto (aumento da transmissão da dor por neurônios da medula ao cérebro), beneficiando assim de tratamento com classes de drogas que modulam a neurotransmissão.

 

O tratamento envolve mudanças de hábitos de vida, como dieta e perda de peso, exercícios físicos, fisioterapia e medicações para tratamento da dor e inflamação, como os anti – inflamatórios e corticosteróides, além disso, viscosuplementação, tratamentos intervencionistas para dor e até mesmo cirurgias (artroscopia, artroplastia) podem ser indicadas.

Share on Facebook
Share on Twitter
Please reload

Siga

I'm busy working on my blog posts. Watch this space!

Please reload

Procurar por tags